Importância da automação no processo de calibração na indústria.

A automação de processos de fabricação e produção não é novidade para ninguém mas nem sempre é dada a devida atenção principalmente quando o assunto é metrologia.

Para falarmos sobre a importância na automação dos processos de calibração é necessário primeiro falarmos, mesmo que superficialmente, sobre periodicidade da calibração e confirmação metrológica.

  • Periodicidade de calibração dos instrumentos de medição – É comum determinar a periodicidade de calibração tomando como base as informações contidas em um certificado de calibração como se o certificado tivesse alguma validade. Pois bem, certificado de calibração não tem validade assim como válida as medições que foram feitas sem qualquer garantia com relação ao funcionamento futuro do instrumento.
  • Confirmação metrológica – Comparação entre as características metrológicas do instrumento de medição com os requisitos metrológicos do cliente, ou seja, do critério de aceitação do instrumento para o local onde o instrumento está instalado.
    Com isso podemos concluir que só poderemos ter confiança na confirmação metrológica se houver um programa de verificações das características metrológicas dos instrumentos de medição.

Mas qual a importância em manter um programa de verificação dos instrumentos de medição?

Nenhum equipamento, seja ele qual for, não para de funcionar do nada. O equipamento começa a dar indícios de mau funcionamento que podem ser observados através de medições e é exatamente com o acompanhamento das medições que podemos atuar antes que o problema efetivamente ocorra evitando maiores prejuízos seja por ter que consertar ou repor um equipamento em data não programada ou seja pela parada do processo.

É aqui a automação dos processos de calibração passa a ser importante.
Exemplificando. Vamos considerar somente a calibração de termômetros (PT-100 e termopares) onde a periodicidade de calibração esteja determinada em 12 meses e para execução da confirmação metrológica a periodicidade seja determinada em 3 (três) meses. Vamos determinar também que a calibração de um termômetro descritos acima seja de R$ 60,00. Com isso temos a cada três meses um investimento de R$ 24.000,00 e para os três ciclos R$ 72.000,00 isso sem considerar o calibração que se mantivermos o valor de R$ 60,00 teremos ao longo de 12 meses R$ 96.000,00 com calibração e verificações apenas com termômetros.

Chamamos a atenção para um fator importante. Até o momento não consideramos o principal. Um profissional para operar o instrumento utilizado para calibração dos instrumentos. Considerando o profissional passaremos facilmente dos R$ 120.000,00 ano com a calibração de 400 termômetros.

É neste ponto que a automação do processo de calibração passa a ser de extrema importância. Com investimento de um ótimo equipamento que possibilita a execução de calibrações de forma automática estaremos reduzindo o tempo necessário para execução da calibração assim como a necessidade de especialização sem afetar a confiabilidade das medições e consequentemente a confirmação metrológica além da possibilidade, em função do estudo metrológico, aumentar a periodicidade de calibração dos instrumentos o que poderá ainda mais, reduzir o investimento com a gestão metrológica.

Concluímos que a curto e principalmente médio e longo prazo é viável a aquisição de padrões que possam executar de forma automática a calibração dos instrumentos de medição.

Consulte as soluções da AUNA Metrologia e implemente processos de calibração internos.

Abraço e até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Twitter
YouTube
LinkedIn
Instagram
× Clique aqui e fale conosco