Você realmente comprova a rastreabilidade metrológica?

Normalmente quando perguntamos o que é rastreabilidade temos como resposta: “a cadeia de instrumentos utilizados para calibração até chegar ao INMETRO”.

Pois bem. Não é bem isso.

Primeiramente a rastreabilidade tem que ser determinada até o Sistema Internacional de Unidade e não ao órgão ou instituto responsável por manter as unidades de medição de um país. Com isso a cadeia deverá ser comprovada até a definição física da grandeza em questão.

Mas não é só a cadeia de instrumentos que comprova a rastreabilidade das medições. A ISO/IEC 17025, norma utilizada para acreditação de laboratório de ensaio e calibração, estabelece que a rastreabilidade deve ser estabelecida considerando:

  • “a especificação do mensurando (grandeza a ser medida);
  • uma cadeia ininterrupta e documentada de calibrações com origem em referência declaradas e apropriadas (referências apropriadas incluem padrões nacionais ou internacionais e padrões intrínsecos);
  • que as incerteza da medição para cada etapa da cadeia de rastreabilidade seja avaliada de acordo com métodos acordados;
  • que cada etapa da cadeia seja realizada de acordo com métodos apropriados, com os resultados de medição e com incertezas de medição associadas registradas;
  • que os laboratórios que realizam uma ou mais etapas da cadeia de rastreabilidade forneçam evidência de sua competência técnica.”

Veja que temos um ponto muito importante e pouco observado. Para a comprovação de rastreabilidade é necessário a comprovação da competência técnica do laboratório, ou seja, a acreditação do serviço de calibração, ensaio ou amostragem é fundamental para a comprovação da rastreabilidade. Sem a comprovação da competência técnica inexiste rastreabilidade.

Outro ponto está relacionado a utilização de métodos apropriados para a execução da calibração. Ou seja, o método ou procedimento utilizado deverá ser capaz de fornecer o resultado (erro e incerteza da medição) adequado para o instrumento que está sendo calibrado considerando sua resolução, classe ou outras características metrológicas.

Outra ponto está relacionado aos produtos químicos onde os “valores de certificados de materiais de referência certificados provenientes de produtores de materiais de referência que estejam em conformidade com a ISO 17034 fornecem rastreabilidade metrológica.”

Um ponto de grande importância que devemos ter atenção quando compramos serviços de calibração ou ensaio. O laboratório não é acreditado mas o serviço que ele presta, ou seja, o fato de um laboratório ser acreditado para calibração de paquímetro não quer dizer que os demais serviços sejam acreditados também uma vez que, a competência técnica não foi avaliada durante a auditoria o organismo regulamentador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Twitter
YouTube
LinkedIn
Instagram
× Clique aqui e fale conosco